Título original: Fifty Shades of Grey
Autora: E. L. James
Ano: 2012 - Número de páginas: 480
Editora: Intrínseca Gênero: Romance Erótico Skoob

Oi leitores, tudo bem?
A resenha de hoje é sobre um livro que não é muito recente mas, que fez, e ainda faz, um grande sucesso e a adaptação cinematográfica chega aos cinemas no mês de fevereiro. Vamos à Cinquenta tons de cinza.

O livro é narrado em primeira pessoa e conta a história de Anastasia Steele, uma jovem comum, de 21 anos, que nunca teve um namorado. Ela está terminando a faculdade e mora com uma amiga Katherine Kavanagh, que estuda jornalismo, e que também é responsável pelo jornal da escola. A história tem início em um dia em que Kate tem uma entrevista marcada com o poderoso empresário Christian Grey, e justamente nesse dia Kate fica doente, como não pode perder essa grande oportunidade resolve pedir para Anastasia ir em seu lugar. Ana não entende muito de jornalismo, e nem sabe o suficiente de Grey para fazer a entrevista, mesmo assim aceita.

Christian Grey tem apenas 28 anos e é considerado um prodígio do mundo empresarial, além de ser dono de uma imensa fortuna, é reservado e pouco se sabe sobre sua vida pessoal. Além disso é bem atraente, e tem necessidade de controlar tudo ao seu redor.

Ana chega ao prédio, e está muito nervosa, e como é bem desastrada, e o que acontece quando ela vai entrar na sala de Grey? Ela cai (Ai Deus), após essa confusão Ana realmente nota Grey e fica impressionada com sua beleza e seus hipnotizantes olhos cor de cinza, e é bem óbvio que Christian sente algo por Ana. A entrevista segue em clima estranho e às vezes fora do contexto inicial. Ana se sente pela primeira vez atraída de verdade por um homem e Grey fica intrigado com a garota.

Nada de mais até ai né galera? A história continua, Christian resolve procurar Ana, e ao mesmo tempo que quer se envolver com a garota, acha melhor ela se afastar, e é obvio que ela não vai fazer isso, é a partir do momento que Ana começa a se envolver de verdade com Grey que a história muda. Ana descobre os gostos peculiares de Christian, e descobre que se resolver ficar com ele seu relacionamento vai ser bem diferente do normal, envolvendo regras bem estranhas e até mesmo um contrato, mesmo assustada Ana resolve dar uma chance ao estranho romance, embarcando em um intenso e sensual caso de amor.

Eu nunca tinha lido nenhum romance erótico, Cinquenta Tons de Cinza foi o primeiro, e eu li um pouco antes dessa explosão que a saga teve, como a maioria sabe a história é originalmente uma fanfic da Saga Crepúsculo - Stephenie Meyer - e por isso despertou meu interesse, e são óbvias as semelhanças.

Logo que comecei a ler achei bem leve e me vi envolvida pela história, na verdade estava procurando algo que merecesse tanto destaque como falavam, quando cheguei na parte em que temos a primeira cena forte de Christian e Ana fiquei chocada, nem queria continuar a ler, mas minha curiosidade em saber se ela iria aceitar o estilo de vida de Grey foi maior, tanto que terminei o primeiro livro em 4 dias.

Na minha opinião o sucesso do livro é graças ao personagem de Christian Grey, ele se mostra bem complexo, com traumas, e ao mesmo tempo bem sensível, se tornando o sonho de consumo de muitas mulheres.

“— Então gosta de possuir coisas? — Você é um maníaco por controle.
— Quero merecer possuí-las, mas sim, em resumo, eu gosto.
— O senhor parece um consumidor voraz.
— Eu sou. — Ele sorri, mas o sorriso não alcança seus olhos.”

O primeiro filme chega aos cinemas no dia 12 de fevereiro, promete ser uma versão mais suave do livro, pelo o que vi dos trailers gostei da escolha do elenco principalmente o Sr. Grey.



Aproveite pra assistir o trailer:


Se você gosta de leitura nesse gênero, eu recomendo Cinquenta tons de cinza, aproveite e leia antes da estreia do filme ainda da tempo ;)


10 Comentários

  1. Dois amigos leram o livro e acharam meio boca, mas como amo/sou romances e tenho estilo literário um pouco diferente do deles resolvi dar uma chance ao livro, que começo a ler amanhã, espero gostar da historia apesar das cenas pesadas e tal.
    Admito que parte do interesse em ler o livro surgiu apenas pelo filme, afinal como não se interessar por um Christian Grey desses e pela divosa versão de Crazy in Love?

    ResponderExcluir
  2. Sou apaixonada por essa série. Foi minha primeira experiência de leitura nesse estilo de BDSM. Nunca havia ouvido falar e quando li foi a coisa mais chocante e sublime ao mesmo tempo. Cai de amores por Gray. Ele é muito dominador e sexy. Foi a leitura mais quente e erótica que li. Amei.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  3. A história é nova de muitas formas, e acho que aí está o surgimento de uma nova voz literária corajosa. Ana é muito insegura, e me lembra a Bella, mas decepcionei-me com ela tanto quanto encantei-me nos momentos em que ela se mostrou desafiadora, mulher e inteligente. ;3

    ResponderExcluir
  4. Estou ansiosa para ler e descobrir a história. Uma amiga leu e gostou tanto que jurava que gostaria de viver dentro da história, ser a personagem. Acho que ela até se apaixonou pelo Gray. Ao mesmo tempo que estou ansiosa tenho medo de ler, pois minha vida pode parecer chata e entediante em comparação ao enredo da leitura

    ResponderExcluir
  5. Por ser bdsm fiquei interessada. Nunca li os livros, mas ouvi tantas críticas como elogios. Anastásia é bem boba não? Ela vive caindo ao que sei. Já havia visto sim eróticos e acho que daria um bom este. Me sinto anormal, todo mundo leu menos eu. A atriz que faz Ana é realmente linda, mas esse Christian não ficou legal. Poderia ser o Ian não? *-* Mas enfim, o trailer parece ser ótimo e deixa muitos olhos vidrados até o lançamento. Vai dar o que falar.
    Abraços,
    ThayQ.

    ResponderExcluir
  6. Bom, ja ouvi tantas pessoas falando desse livro, alguns amam e outros odeiam... opiniôes um tanto divergentes... Já li livros sobre a temática de BDSM, uns até bem legais..
    Quero ler e ter a minha própria opinião, quem sabe eu goste...

    ResponderExcluir
  7. Oie.. Ainda não li nenhum tipo de livro igual a esse. Tenho muita curiosidade para saber como se dá essa leitura.. se o livro me deixa envolvida e se tenho vontade de continuar lendo. Para mim um livro tem que te fisgar e fazer com que você o leia inteiro de uma só vez.. como se não quisesse mais o largar rs

    ResponderExcluir
  8. Eu sou suspeita pra falar dessa trilogia, porque sou apaixonada por ela. Logo em seu lançamento foi um "reboliço" literário muito grande, ouve aquele BUMM e abriu-se as portas para romances eróticos, que já existiam mas não eram tão conhecidos ou famosos, eles passaram a ser mais bem vistos e as pessoas passaram a querer conhece-los.
    A história, o romance de Christian e Ana é lindo, o bilionario que fica encantado pela garota inocente, um bilionários com predileções nada comuns. O BDSM foi explorado, e está sim presente na trilogia, mas ele nem é tão explorado. Eu adoro como Ana vai aos poucos derrubando as barreiras do Christian, com sua inocência ela trás luz e paz pra vida dele, que tem um passado tão atormentado. Enfim, eu amo essa trilogia, e já quero ler de novo, sem falar que não vejo a hora de ser lançado o filme!

    ResponderExcluir
  9. Eu acabei de ler o livro, e confesso que não foi a parte erótica que me chamou atenção, e sim os problemas escondidos de Grey.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  10. Eu já tinha interesse em ler este livro, e agora com esta resenha, fiquei mais interessada ainda! Fiquei curiosa para saber sobre o contrato, sobre os gostos de Grey,sobre esse misterioso romance!!

    ResponderExcluir

Oi! Que bom que olhou e veio comentar.
Não esqueça de deixar sugestões, opiniões, dúvidas e/ou reclamações.
Seja bem-vindo!