Título original: Blood of the Lamb
Autor: Sam Cabot
Ano: 2015 - Número de páginas: 368
Editora: Arqueiro - Gênero: Sobrenatural / Thriller – Religioso / Mistério Skoob

Pra ler esse livro, recomendo que tenha uma mente aberta.
Narrado em terceira pessoa, intercalando cada personagem, O Sangue do Cordeiro conta a história de duas pessoas que não se conheciam, mas agora precisam uma da outra para encontrar um documento muito importante que pode abalar as estruturas da igreja. O padre Thomas Kelly é um jesuíta, estudioso, professor com seus trinta e poucos anos que viaja até Roma para ajudar seu amigo cardeal Lorenzo Cossa a encontrar um documento muito antigo que está perdido desde o século XIX. Esse documento é tão importante e chocante que Cossa não conta a Thomas do que se trata, então ele busca no escuro sem saber ao certo o que encontrar ~coitado~ e devolver à igreja. A segunda pessoa é Livia Pietro, uma historiadora de arte, que foi convocada pelo conclave de seu povo para também ir atrás desse documento perdido, devolver para o conclave e esconder de olhos curiosos e malévolos, e ela vai precisar da ajuda do padre.

Os dois começam suas buscas pelo documento perdido: a Concordata. E, por conta de um grupo rebelde que deseja que o documento seja revelado, o padre e a professoressa se unem para encontrar o documento o mais rápido possível, antes que o cardeal (sequestrado pelo grupo) se dê muito mal.

Até então Thomas não sabia que Livia era uma noantri, apesar de mostrar força e agilidade sobrenatural. Na verdade ele acreditava que nunca tivessem existido. Noantri são pessoas com um vírus mutável no sangue, em outras palavras um vampiro. São fortes, ágeis e imortais ~até certo ponto~. A partir daí sua fé é abalada. Ele fica morrendo de medo, claro, e repulsa. Será que tudo o que ele estudou e viveu é real? Como ter certeza que seu amigo cardeal sairá ileso do sequestro? E o que acontecerá se o mundo descobrir sobre a Concordata e os noantri? Vampiros estão em todo lugar.

Como dito no começo, o livro é narrado em terceira pessoa mas cada capítulo vimos o que acontece com determinado personagem, praticamente pelo ponto de vista deles. Dessa forma o livro foi bem mais dinâmico e emocionante.

Intercalado entre Livia e Thomas correndo atrás de poemas do cara (Mario Damiani) que roubou o documento e escondeu para que um dia fosse descoberto, que serviam como pistas para agora encontrar o esconderijo da Concordata. Um capítulo era pelo ponto de vista de Livia, e outro do Thomas, mesmo estando juntos. Outro capítulo era de Jorge Ocampo, um dos rebeldes transformados por Anna, que também estava na missão de encontrar esse documento. Um vampiro apaixonado que faria de tudo para sua Anna ficar feliz e voltarem para Argentina depois que tudo fosse revelado. Outro capítulo era entre os policiais da Itália e outros do Vaticano, que estavam atrás desses ladrões de documentos preciosos da biblioteca do Vaticano (a primeira pista era um caderno de anotações de Damiani, e eles precisaram roubar da biblioteca do Vaticano). Às vezes apareciam personagens secundários que também compunham essa trama.

A história gira em torno de, praticamente, Livia e Thomas desvendando charadas poéticas de Damiani e andando em busca de outra pista nas capelas e igrejas do Vaticano e da Itália. Thomas abalado e começando acreditar na possibilidade do documento ser revelado para todo o mundo e não ser um problema tão grande assim. Afinal, qual o problema em saber que seu vizinho é um vampiro? E a polícia investigando acontecimentos misteriosos, confusões em igrejas e correndo atrás de Livia, Thomas e Jorge, no que acreditam ser um grupo de ladrões especializados em antiguidades. Os conflitos internos de Thomas pela sua fé, tudo o que sabia dos noantri e essa sensação estranha quando ficava perto de Livia.

O Sangue do Cordeiro não chega a ser um livro com grandes aventuras, já que não há grandes perseguições, ou super charadas a serem desvendadas. Eu não acertei nenhuma, primeiro porque não entendo nada de igrejas da Roma, nem história do século XVI pra frente, muito menos latim. Isso fez com que o livro não fosse excelente pra mim. Qual a graça de ler sobre as coisas e não poder ter uma maior participação? Se sentir bem dentro da história e da caçada. Acho que só sendo um estudioso no assunto mesmo. No mas, o livro foi bom sim. Só demorei pra pegar o ritmo, mas quando peguei foi complicado parar.

E como tem vampiro na história, vez ou outra surgia sangue. Não achei ruim. Apareceu, também, tanta descoberta que você ficava na dúvida: eita, será que é mesmo? E toda a história acontece em menos de 2 dias. É quase um 24 horas.


Citação
"- Sou uma pessoa. Como você, mas diferente de você.
- Não! - exclamou. - Uma criatura sem alma."

"Qualquer homem, até o último suspiro, poderia se arrepender de seus pecados e ser perdoado, poderia chegar à presença do Senhor mesmo depois de tê-Lo negado a vida inteira. Mas a redenção e a graça de Deus perdidas para sempre porque um monstro decidiu transformá-lo num monstro também... nem Thomas nem qualquer de seus colegas tinham chegado a considerar isso por um momento sequer."

"- A transformação acontece por meio de um micro-organismo introduzido no sangue, que altera a estrutura do nosso DNA. - Livia deu um sorriso de leve. - Você parece surpreso.
- De ouvir você falar de um pacto com o diabo em termos tão frios e científicos."

"- É mesmo, padre? E você diz isso aos seus médicos nos hospitais? Os que evitam que pessoas morram todos os dias? Alguns deles são noantri, a propósito."

"- Vocês podem... morrer?
- Podemos. Não de causas naturais, em razão da rapidez com que nossas células se restauram. E com certeza não por meio de balas de prata ou estacas no coração numa encruzilhada à meia-noite. Nem por causa de uma overdose de alho."

"Tudo era reconfortante e familiar, e Thomas pensou ter experimentado um eco de sua antiga sensação de estar em casa. Mas não conseguia imaginar nenhum lugar onde pudesse ter sido escondido um documento de seiscentos anos descrevendo um pacto satânico em detalhes."


9 Comentários

  1. Ananda!
    Começo achando o livro fenomenal pela forma como se passa e depois achei meio estilo Dan Brown, será?
    Fato é que fique bem curiosa por ler e desvendar as charadas e mistérios.
    “A amizade não se busca, não se sonha, não se deseja; ela exerce-se (é uma virtude).”(Simone Weil)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Participe no nosso Top Comentarista!

    ResponderExcluir
  2. Eu não gostei muito da premissa desse livro! jhahahah
    É uma junção de Crepúsculo e Código Da Vinci??? Sei lá...eu gosto desse tipo de literatura...mas por enquanto estou um tanto quanto saturada dela!

    ResponderExcluir
  3. Gostei bastante logo de início com o que a gente se depara. Gosto de histórias de igrejas e épocas, onde eram realistas com seus 'propósitos'. Quando li vampiros, me apaixonei. Sério, que já marquei este livro na lista do mês. Acho legal a gente poder ver vários pontos de vários personagens. Me lembra um pouco de Assassin's e os códex buscados, exceto a parte sobrenatural. Eu, pelo ao contrário, já amo e entendo sobre as igrejas de roma e a idade média ♥, god!
    Gostei da parte tirada do livro.
    Abraços Ananda, vou comprar, juro! Me matou a resenha.

    ResponderExcluir
  4. A sua foi a primeira resenha que li desse livro e não fiquei muito impressionada e com vontade de ler como acontece com alguns livros. Não sou muito adepta de histórias de vampiros, nunca gostei, mas até que poderia dar uma oportunidade ao livro para tentar mudar isso.

    ResponderExcluir
  5. Ainda não conhecia este livro, mas lendo a resenha me interessei a história parece ser diferente e o livro parece ser bom, talvez futuramente eu resolva ler.

    ResponderExcluir
  6. Achei esse livro uma mistura de Dan Brown e vampiros...
    Essas charadas sempre acabam comigo.. Que o diga O Código Da Vinci e Anjos e Demônios

    ResponderExcluir
  7. Já estava bastante interessada em ler esse livro só pela sinopse, curto muito sobrenatural, vampiros, thriller-religioso e mistério, agora depois de ver essa resenha fiquei ainda mais ansiosa em conferi essa história que parece ser ótima.

    ResponderExcluir
  8. Gostei da resenha, parece ser um livro bom, embora não me chamou tanto a atenção, gosto de livros com mais aventura!

    ResponderExcluir
  9. Ao meu ver, parece um livro de aventuras, investigações, vampiro, história. Ufa!! Que mistura, mas realmente eu não sou tao fã de livros assim, mas não é que eu fiquei curiosa para ler, gostei muito.

    ResponderExcluir

Oi! Que bom que olhou e veio comentar.
Não esqueça de deixar sugestões, opiniões, dúvidas e/ou reclamações.
Seja bem-vindo!